humilhe – um escravo público

Feliz 2016

Posted in Dia-a-dia by humilhe on 01/01/2016

Sou escravo. Desejaria TUDO, mas….desejo só o verdadeiro.

Do que eu gosto?

Posted in Dia-a-dia by humilhe on 24/09/2015

Eu gosto de pés, pés de mulher. Qualquer pé, mas em rasteirinhas prefiro. Gosto de ser pisado, não importa o peso nem número de pessoas, mas pisado. Se fosse morrer, morrer pisoteado. Também gosto de apanhar. De qualquer forma, pessoa ou lugar. Mas se posso escolher, chute no saco, dói, dói demais. Com o tempo passei a gostar de comer lixo. Separar o comestível, e saborear os restos das pessoas. Talvez assim que me sinto. Melhor quando são conscientes que como e melhor ainda se me vêem comendo. É nojento, eu sei. Lamber coisas, qualquer coisa, e sendo visto fazendo. Gosto de lamber sola de sapato, chão, banheiro, privada e tudo mais que mandam. Ser mandado, gosto também. Fazer qualquer coisa, agradar o mandatório, levar xingo, ouvir palavrões, ser cuspido, levar tapa na cara, e agradecer. Gosto de agradecer, por me aceitarem, por mandarem. Gosto de pedir perdão, desculpas, chamar de Senhora, Senhorita, Rainha e Você. Gosto da submissão, do dever de ser escravo, capacho, verme como dizem as Dommes. Mas gosto de servir as pessoas comuns, baunilhas. No dia-a-dia, na eventualidade, no momento da necessidade, no luxo ou no capricho. É disso tudo que gosto. Pode me ajudar a ser eu mesmo?

Whatsup do escravo

Posted in Dia-a-dia by humilhe on 11/05/2015

Como sou público, meu whatsup também, 35 91484825

 

Descarreguem em mim suas frustrações, desprezos, infortúnios, tudo de ruim que chegar em vcs, repassem para mim, a vontade.

 

PS.: pode me xingar com palavrão com msg de voz inclusive!!!!

Presente de aniversário, obrigado.

Posted in Dia-a-dia by humilhe on 18/03/2014

Presente de aniversário, obrigado.

Ganhei esta bota de presente de aniversário de uma nova dona. As vezes as coisas podem ser simples para certas pessoas, como foi para ela me aceitar como escravo. Depois de implorar tanto para minhas donas antigas ganhei apenas dela que é a mais nova Dona que tenho.
Por que as coisas não poderiam ser simples, ou talvez, pensar que a relação Dona-escravo é uma troca, como toda relação?

Tagged with:

Isso é científico

Posted in Dia-a-dia by humilhe on 04/03/2014

Isso é científico

Praticar SM acalma as pessoas. Minhas donas já sabem disso faz anos.

Mariana Santos e o BDSM

Posted in Dia-a-dia by humilhe on 03/03/2014

Muito legal a entrevista e muitoooo engraçada.

Paz no coração

Posted in Dia-a-dia by humilhe on 15/02/2014

A única coisa que não conseguirei esquecer é seu rosto de anjo. Foi um encontro que no mínimo diria desastroso para um escravo que se diz dedicado às suas donas. Cheguei atrasado, suado, devorei o lanche que ela mandou eu comer (afinal como restos todos os.dias!) e a pior das gafes, quando fui pagar estava sem meu cartão do banco e o caixa não aceitava cartão de crédito, enfim ela pagou. No entanto conversamos. Acredito que sua desconfiança natural em conversar com um desconhecido foi indo embora, e no lugar, uma conversa legal aconteceu. Ela uma jovem domme e eu um velho escravo, seres únicos nesta cidade. O seu desânimo por algo foi substituído por uma animação após saber que poderá me usar para aquilo que ela mais gosta. Para mim será uma experiência nova, mas a satisfação das minjas donas em primeiro lugar, por isso não imponho limites, como é usual no meio BDSM. Sua última pergunta: se eu era uma pessoa religiosa? Não, realmente não sou. Segui para a rodoviária, comprei minha passagem, e daquele momento até chegar ao meu destino senti uma paz, uma calma dentro de mim, como se tudo estivesse ok comigo. E de fato, tudo estava ok.

Novas donas anuais

Posted in Dia-a-dia by humilhe on 07/02/2014

Ser um escravo público não é muito fácil. Por isso anualmente sempre ofereço parte da minha vida para que pessoas novas tomem conta dela. Claro que essa é a parte mais difícil. Este ano tive bastante sorte. Conheci donas na real sem que elas fossem minhas conhecidas antes. Elas são as Danis. Numa pracinha de Itajubá estávamos nós conversando como se nos conhecessemos a anos. Talvez exista mesmo vidas passadas. Elas foram bem legais mesmo eu sendo mais velho que o pai de uma delas. Existe uma nova dona que poderia dizer que é uma domme autêntica, estamos quase conseguindo nos conhecer para que ela coloque em prática o que andou aprendendo em São Paulo sobre BDSM, como ela mesma disse. Uma coisa que aprendi estes anos todos é ter paciência com as pessoas sobre aceitar, aprender, praticar coisas novas. Minha sorte que mulheres de modo geral estão mais disponíveis sobre novas coisas. Homens, acredito, são mais “cabeças duras”.
Conforme vou ficando mais velho e mais experiente como escravo, venho experimentando meu distanciamento do mundo normal. Podemos dividir nossa vida, viver duas realidades incompatíveis, mas sempre uma será mais importante que outra. Vendo as vidas das pessoas, construindo familias, se apaixonando, amando, fico até com um pouco de inveja, mas o que aconteceu comigo não foi uma escolha, tento me adaptar para sobreviver, e dependo de pessoas estranhas para ser feliz.

BDSM: SSS (siglas, regras…mas são importante!)

Posted in Dia-a-dia by humilhe on 31/01/2014

Antes de tudo, em qualquer arte relacionada ao BDSM, três palavras são fundamentais: São, Seguro e Consensual.
São: As pessoas envolvidas em uma relação de dominação/submissão (D/S) estão, como todos os outros casais, em busca de prazer! E prazer é conquistado de forma saudável! Há limite para a dor, os parceiros devem saber moderar e a hora de parar. Qualquer coisa fora disso não é BDSM. É agressão! Então, quem quer conhecer e caminhar nesta arte, deve ter uma mente saudável e equilibrada. Você não vai querer descobrir que sua Dona tem transtorno bipolar na hora em que estiver amarrado Geralmente é combinado uma “palavra de emergência”, que deve ser dita pelo submisso quando ele não estiver aguentando, para a dominadora interromper a prática, garantindo assim a segurança do sub. Consensual: toda prática (seja spanking, trample, crushing ou qualquer outra) deve ser antes discutida com o parceiro, e os dois devem estar de acordo com a prática proposta. Então, para quem não conhece, Femdom não é uma terra sem regras, não é um asilo Arkham, é simplesmente uma Arte e uma forma de viver a vida, como tantas outras. E esse foi apenas um exemplo. Um casal onde a parceira é quem toma a decisão final, onde a mulher é a chefe da família e o parceiro respeita as suas decisões, também é um exemplo de um relacionamento Femdom. E, claro, queremos que a mulher ocupe seu lugar de direito na sociedade, sociedade esta que, infelizmente, ainda segue o velho modelo machista e patriarcal. O BDSM e, especialmente o Femdom, estão aí para quebrar estereótipos e provocar reflexões. ^^ 

 

Copiado de https://www.facebook.com/groups/femdombrasil/

Tagged with:

Termos para achar meu blog.

Posted in Dia-a-dia by humilhe on 14/01/2014

Só gente fina que entra no meu blog, kkkk.

Search Views
dominadora obriga escravo come sua merda 2
domme contos 1
quero beijar pes de putas 1
bdsm em natal rn 1
humilhe capacho

Me bloqueou no FB, foi minha idade, certeza, kkk.

Posted in Dia-a-dia by humilhe on 14/01/2014

Conversa iniciada – 30 de dezembro de 2013
humilhe: 30/12/2013 15:53
humilhe: oie td bem?
30 de dezembro de 2013
humilhe: 30/12/2013 23:53
humilhe: oie td bem Srta?
31 de dezembro de 2013
humilhe: 31/12/2013 22:17
humilhe: Feliz Ano Novo, Sra.
Hoje
L.F.: como é seu vdd nome ?
humilhe: Alex e o seu?
L.F.: Laine
humilhe: Ah num acredito!
L.F.: Pq humilhe ? Kkkk
humilhe: Pq eu era o humilhe, a anos e anos e o face me chutou fora.
L.F.: Hmm
humilhe: Ai tive q inventar o nome mais comum pra eles num me chutarem, afinal sou um escravo
L.F.: Pq escravoo ?
humilhe: Ah eu faço um monte de serviços pras pessoas, quer q coloque a lista aqui pra Srta?
L.F.: Qero
humilhe: Serviços VIRTUAIS (para todas!)
1) Na internet (pesquisas, limpeza de caixa de e-mail, administrar orkut, fazer blogs…)
2) Downloads (de MP3, filmes, discografia, software, imagens…)
3) Conselhos, desabafos, descarregar TPM
4) Trabalhos de escola ou faculdade (digitação, pesquisa, formatação…)
Serviços POR CELULAR (PARA TODAS)
1) Agenda (lembretes por torpedo ou por voz)
2) Despertador (qualquer hora do dia ou da noite)
3) Envio de torpedos para terceiros
4) Ligações para terceiros
5) Secretário
REAIS, só em minha cidade.
1) Serviços domésticos (faxinas, lavagem de roupa, lavagem de louça…)
2) Lavagem de carro
3) Lavar tênis, engraxar calçados
4) Serviços de entrega, office boy
5) Me usar como saco de pancadas (TPM, artes marciais…)
6) Garçon, mordomo
7) Massagear os pés
8) Limpeza de estabelecimento comercial, após expediente
9) Manutenção de computadores
humilhe: Tem meu blog se quiser ver meu dia a dia de escravo… https://capacho.wordpress.com
L.F.: Eeh oq vc ganha fazendo issu ? E se a mulher qizer lhe usar pra outras coisas ?
humilhe: Q coisas?
Ganho novas donas!!!
L.F.: Tipo vc faz td tipo de serviso ?
humilhe: Isso
L.F.: E se a “dona” qizer usar vc na cama ?
humilhe: Qq coisa q mandarem. Ah eu num faço sexo. Tenho parafilia.
L.F.: Ooq ?
humilhe: Uma doença…num conhece?
L.F.: Qantos anos vc tem ?
humilhe: Nossa sou velho, tenho q falar?
L.F.: Tem
humilhe: Mesmo? Pensa.
L.F.: Fala logo
humilhe: 43 Srta,
L.F.: Hmmm
humilhe: De quais serviços mais gostou?

Desculpas

Posted in Dia-a-dia by humilhe on 22/12/2013

Por favor, peço desculpas pela minha ausência nestes meses. Estava cuidando de defender minha tese de mestrado, e td deu certo. Estou voltando às minha atividades de escravo público. Espero q aproveitem mais agora, já q sou mestre, rs.

Entrevista com minhas Donas

Posted in Dia-a-dia by humilhe on 07/09/2013

1 – A Sra acha que ter um escravo pode ser para qualquer uma? Ou tem que ter um perfil pra isso?

“Com certeza não é para qualquer uma. Porque muitas não entendem suas atitudes.”

“Acho que não seria qualquer pessoa não. A maioria não aceita isso.”

“Acho que pode ser pra qualquer uma desde que a pessoa aceite, claro. Você nao vai chegar pra qualquer mulher e pergunta se ela quer um escravo, primeiro vc tem que saber se ela é contra ou a favor disso.”

2 – E a Sra, realmente, o que acha de ter um escravo?

“Eu acho muito bom, mas gostaria bem mais se pudesse usa-lo em serviços reais como serviços domésticos. Eu adoraria ter um mordomo.”

“Quem não gosta?! Alguém que faça tudo para você é muito bom. Ter alguém que faça tudo que eu mandar é ótimo, ué. Para que vou ter preconceito, você gosta, tem mais é que ser escravo mesmo.

“Gosto muito, é muito bom ter alguém que faz tudo o que você pede.”

3 – A Sra falaria normalmente para alguém, em uma conversa, que tem um escravo?

“Não falaria porque as pessoas ao meu redor são preconceituosas, não entenderiam você e nem eu.”

“Mas mesmo assim tipo todo mundo acha que você é louco por ser assim entende. Não é algo que pode sair falando por aí, mas a sociedade dos dias de hoje não aceita isso! Eu por mim nem me importo já que é você que se oferece pra isso, mas vai explicar aos outros.”

“Não, não me sentiria a vontade. Ah, não sei… não sinto a vontade para falar sobre isso. Nem todo mundo aceita”

4 – No começo foi difícil aceitar? O que pensava?

“Sim foi difícil entender que você gostava disso, de ser usado, maltratado e até explorado. Tinha dó. Ainda tenho relacionado aos assuntos que te judiam fisicamente.”

“Foi, claro. Eu ia mandando você fazer as coisas e pensava: nossa, não acredito que esse idiota fez mesmo. Hoje sei que adora ser capacho, não vivo sem você agora. Alias meu carro tá imundo, nem preciso dizer né?”

“Foi sim. Eu achava que você estava brincando sobre isso. Não achei que isso pudesse existir.”

5 – A Sra acha que é errado ter um escravo?

“Não. Se existe alguém que se habilita a isso não tem problemas. Agora fazer alguém de escravo e esta pessoa não querer, é abusivo.”

“Você gosta disso. Por que não seria certo?! Imagina se você tivesse nascido na época da escravidão? Seria a pessoa mais feliz do mundo.” 

“Eu acho que é certo, toda mulher deveria ter um para elas não fazerem mais nada que não gostam.”

Em 1999 eu tinha uma site de fotos de pés…

Posted in Dia-a-dia by humilhe on 06/09/2013

… o Sampapés. Faz tempinho hein. Tirava fotos de todas que deixavam e colocava no site, no antigo provedor gratuito http://www.geocities.com.

P.S.: nem adianta clicar, não existe mais.sampapes sampapes1

Um dia de escravo

Posted in Dia-a-dia by humilhe on 29/08/2013

Hoje foi um dia incomum, minhas 3 donas me madaram fazer algo no mesmo dia.
De manhã Dona C me manda comprar resistência de chuveiro e uma régua de 15cm.
Na hora do almoço Dona B me manda xerocar artigos para entregar ainda hoje, e em seguida sua amiga (quem sabe uma futura Dona, \o/) me manda buscar sua passagem na rodoviária. A tarde recebo a lista de supermercado da Dona A, esperando só a.ordem para levar no prédio dela.

Mais um tênis da Dona A. para lavar. \o/

Posted in Dia-a-dia by humilhe on 29/08/2013

Mais um tênis da Dona A. para lavar. \o/

Amigo X Escravo

Posted in Dia-a-dia by humilhe on 23/08/2013

Ter um escravo é BEM diferente de ter um amigo.

Amigo (X) Escravo

Nem sempre faz tudo que você pede. (X) TEM que fazer tudo que você manda.

Você sempre tem que pedir por favor, agradecer. (X) Para o escravo Isso não é necessário.

Fará o que você pedir se estiver disponível. (X) Sempre deve estar disponível.

Se o favor não deu certo, o que fazer? (X) Se o serviço não der certo, fará até dar.

Amigo fará favores. (X) Escravo sempre obedece ordens.

Amigo pode reclamar e recusar a fazer. (X) Escravo NUNCA recusará um serviço.

Amigo você tem que dar atenção, ser educada (X) Escravo não precisa.

Se brigar com um amigo, pode perdê-lo (X) O escravo será seu, a não ser que não queira tê-lo.

Com os amigos as vezes vestimos “máscaras”. (X) Com o escravo você pode ser o que realmente é.

Ter um amigo é uma opção. (X) Com o escravo é uma posse.

Amigos podem falar o que pensam. (X) Escravo só fala se for solicitado.

Amigos ficam magoados. (X) Escravos também, mas o que importa?

Amigos pisam na bola. (X) Se isso acontecer, escravos podem ser castigados.

A qualquer momento durante o dia…

Posted in Dia-a-dia by humilhe on 08/08/2013

[16:32:53] Dona B.: agora
[16:32:54] Dona B.: rs
[16:33:11] humilhe: Ah busco sim claro
[16:33:13] Dona B.: nesse momento
[16:33:37] humilhe: Buscoo sim claro
[16:33:40] humilhe: vc manda!
[16:37:48] Dona B.: quero q busca 3 paes de queijo 3 quibes 2 coxinhas
[16:37:53] Dona B.: no cesar burguer
[16:38:12] humilhe: Tá bem.
[16:38:43] humilhe: Mais alguma coisa?
[16:38:47] Dona B.: se não tiver pão de queijo no cesar burguer procura
[16:38:49] Dona B.: rs
[16:38:55] humilhe: Tá bem.
[16:38:58] Dona B.: não
[16:39:02] Dona B.: quanto tempo
[16:39:16] humilhe: Acho que 30 minutos eu consigo
[16:40:09] Dona B.: está bem
[16:40:12] Dona B.: obrigada
[16:40:18] Dona B.: quando chegar avisa
[16:40:36] humilhe: Ok mando mensagem
[16:42:11] humilhe: Posso ir?
[16:45:53] Dona B.: deve
[16:45:53] Dona B.: rs
[16:46:13] humilhe: fui…
[16:47:52] Dona B.: ok

Um banquete inesperado

Posted in Dia-a-dia by humilhe on 07/08/2013

Um banquete inesperado

A Dona A. resolveu limpar o armário e sua geladeira e eis que ganhei um banquete hoje. To tomando sorvete neste momento, afinal num tenho geladeira e ele vai derreter. Fiquei muitoooo feliz, nossa, obrigado Dona A., a Srta é maravilhosa. Não sei como expressar tanta alegria por todas estas sobras que ganhei. Espero te servir bem para te servir sempre.

Fãs meus? \o/

Posted in Dia-a-dia by humilhe on 07/08/2013

Apenas algumas mensagens de pessoas que acompanham esse meu lance de escravo público. Fico bastante feliz, apesar de as vezes não saber o que responder:

DS escreveu:

Oi Humilhe, sou um grande fã seu. estou começando a minha “carreira” como escravo a pouco tempo. Ai queria saber se a gente poderia trocar uma ideia sobre o assunto? tenho umas experiências que eu não consigo contar pra ninguém.

PDC disse:

Olá, bom dia. Meu nome é Adriano. Sou gande fã seu e venho acompanhando o seu site faz um bom tempo. Adoro ler as mensagens das Dommes te humilhando; Também tenho os mesmos desejos que vc. Moro em SP e se vc puder me ajudar a ser um escravo publico em Sao Paulo ou pelo menos escravo de algumas dommes, eu agradeço. E seja feliz.

Tagged with:
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 186 outros seguidores